Estudo mostra que medidas adotadas para a volta às aulas presenciais não são seguras

estudo-mostra-que-medidas-adotadas-para a-volta-às-aulas-presenciais-não-são-seguras

Estudo mostra que medidas adotadas para a volta às aulas presenciais não são seguras

😥 O governador Rui Costa, anunciou em julho, o retorno às aulas presenciais na Bahia.

Porém, segundo o Índice de Segurança do Retorno às Aulas Presenciais (ISRAP), as medidas de segurança adotadas para o retorno são insuficientes para barrar a contaminação por Covid-19.

🔎 A pesquisa avaliou as providências tomadas pelo Governo Federal, pelos estados e pelas capitais do Brasil, baseada nas recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e de autoridades sanitárias dos Estados Unidos e da Europa.

A conclusão foi que muitas administrações investiram em políticas pouco eficazes devido à falta de coordenação do Governo Federal.

🤦 Em vez de distribuírem máscaras de alta qualidade (do tipo PFF2 ou N95), realizarem testes precisos em massa e frequente, e encaminharem os casos suspeitos à rede de saúde pública, eles focaram na compra de termômetros, na limpeza de superfícies, e apenas orientam que os estudantes com febre retornem para casa, e que as aulas presenciais sejam suspensas por alguns dias.

🙅 Sem protocolos rígidos de enfrentamento à pandemia de Covid-19 e vacinação massiva e acelerada de toda a população, não é seguro retornar às aulas presenciais.

O povo baiano precisa mostrar que essencial é a vida, e pressionar o governador contra a volta do ensino presencial na pandemia.

#EssencialÉaVida #DigaNÃOaoPL5595 #GenocídioNão