Entre 2018 e 2019: aumento de 35,2% nas mortes violentas sem indicação de causa

Entre 2018 e 2019: aumento de 35,2% nas mortes violentas sem indicação de causa

Entre 2018 e 2019: aumento de 35,2% nas mortes violentas sem indicação de causa

❗ Segundo a organização Transparência Brasil, reconhecida por promover a transparência e o controle social do poder público, desde que Jair Bolsonaro assumiu o poder inúmeras medidas foram adotadas pelo Governo Federal para reduzir o acesso a informações públicas.

Não é novidade que regimes autoritários tentem esconder dados para que seus fracassos não sejam percebidos pela população. É o que o atual governo tem feito, e isso contamina instituições e estruturas de governo.

😞 Por exemplo, dados do Atlas da Violência 2021 indicam um aumento de 35% no número de “mortes violentas por causa indeterminada” (MVCI) no Brasil, com alta de 12.310 para 16.648, entre 2018 e 2019.

Isso pode ser reflexo do alinhamento de setores da segurança pública, nas diferentes esferas, à visão do governo de Jair Bolsonaro, para ajudar a maquiar os números, fazendo parecer que houve menos homicídios e mortes violentas causadas por armas de fogo, por exemplo.

Desde sua posse, o presidente Jair Bolsonaro emitiu mais de 30 decretos para flexibilizar o acesso a armas. Com isso, dobrou o número de armas de fogo nas mãos de civis. Só que isso já teve reflexos bem nítidos: em 2020, houve aumento de 5% de mortes violentas (mesmo em meio ao isolamento social na pandemia de Covid-19).

😰 Por outro lado, o Governo Federal cortou o orçamento para a educação. Os investimentos em 2021 foram os mais baixos em 10 anos.

Bolsonaro não tem política para cuidar da população. Prefere trocar livros por armas.

#EssencialÉAVida