Criança negra e pobre é a que mais morre de Covid-19 no Brasil

Criança negra e pobre é a que mais morre de Covid-19 no Brasil

Criança negra e pobre é a que mais morre de Covid-19 no Brasil

 

💀 O Brasil é o 2º país com mais mortes de crianças por Covid-19, segundo levantamento do Sistema de Informação da Vigilância Epidemiológica da Gripe (Sivep-Gripe).

Do início da pandemia, em 2020, até abril de 2021, foram 3.198 mortes de pessoas de até 14 anos causadas pela doença.

🔎 Dessas, 57% eram negras, 21,5% eram brancas, 4,4% eram indígenas, 0,9% eram de origem asiática, e 16% não tiveram a etnia identificada.

Além da maioria das crianças mortas pela Covid-19 ser negra, elas eram pobres e moravam em comunidades carentes ou em cidades pequenas.

🥺 Essa vulnerabilidade socioeconômica sempre foi um problema no país. Mas, piorou com a pandemia de Covid-19.

Por viverem em condições precárias, muitas famílias precisam sair para trabalhar. Em outros casos, elas perderam suas casas, por falta de emprego e renda, e passaram a morar com parentes – aumentando a aglomeração e os riscos de contágio dentro da moradia.

😢 E grande parte dessas crianças estudam em escolas públicas que não possuem estrutura física, pessoal e nem insumos suficientes para garantir condições sanitárias seguras, muito menos espaço para manter o distanciamento entre alunos.

Por isso, o Projeto de Lei (PL) 5595/2020 precisa ser barrado. Ele vai obrigar que as instituições de tenham aulas presenciais durante a pandemia, expondo ainda mais pessoas ao risco da contaminação.

🙅 O retorno presencial não é essencial neste momento. Essencial é a vida!

#EssencialÉaVida #DigaNÃOaoPL5595 #GenocídioNão