Com a cepa Delta no Brasil, não é seguro retornar às aulas presenciais – nem por 1 segundo!

Com a cepa Delta no Brasil, não é seguro retornar às aulas presenciais – nem por 1 segundo!

Com a cepa Delta no Brasil, não é seguro retornar às aulas presenciais – nem por 1 segundo!

📈 No Reino Unido, o retorno às aulas presenciais causou um aumento de 70% dos casos de Covid-19 nas escolas, devido à variante Delta (indiana).

💉 Agora, o governo do país analisa vacinar com urgência os alunos de 12 a 17 anos para conter o novo avanço da pandemia, embora 64% dos britânicos adultos estejam totalmente imunizados (e 86% da população adulta já tenha recebido a 1ª dose da vacina contra a Covid-19).

😨 A variante Delta também já está no Brasil. Em São Paulo, por exemplo, foi confirmada a “transmissão comunitária”, ou seja, entre pessoas que não viajaram para o exterior (impossibilitando rastrear a origem das infecções).

🦠 Além de se espalhar sem controle por aqui, a cepa Delta é muito mais transmissível do que qualquer outra variante do vírus – estima-se que seja 60% mais contagiosa do que a B.1.1.7, cepa britânica que também está no Brasil (inclusive na Bahia).

😱 Estudos da Austrália identificaram que apenas 5 a 10 segundos em contato com a cepa Delta são suficientes para uma pessoa não vacinada ser contaminada.

🛑 Apenas 14% da população está efetivamente imunizada (com duas doses ou dose única da Janssen). Por isso, forçar o retorno às atividades presenciais nas instituições de ensino em meio à pandemia, como deseja o Projeto de Lei (PL) 5595/2020, vai colocar milhões de brasileiros em perigo.

O lucro dos empresários da educação não é mais importante do que a segurança dos brasileiros!

❤️ Não há discussão: essencial é a vida!

#EssencialÉaVida #DigaNÃOaoPL5595 #GenocídioNão